VOCAÇÃO

 

Dauton Zambrini: um exemplo da transformação proporcionada pelos acampamentos

 

Cantor católico que se apresentará em 1º Encontro de Campistas conta experiências vividas em sua trajetória de música e missão

 

Jonathan Santos

Equipe de Comunicação 1º Encontro de Campistas

dauton_zambrini_23.jpg

“Minha vida é pra te adorar! Enquanto houver fôlego e vida em mim, meus dias serão para Ti”. Com esses versos da canção “Meu Tudo”, Dauton Zambrini, 43, cantor, compositor e pregador católico, resume toda a alegria que é servir no Ministério que ele fundou em 2009. Dauton será um dos cantores a participar do 1º Encontro de Campistas da Diocese de Presidente Prudente, que ocorre nos dias 26,27 e 28 de janeiro.

 

Dauton Zambrini faz parte do grupo de cantores que terá a graça de poder cantar “em casa” durante o evento. Ele, que é natural de Presidente Prudente, diz ter ficado imensamente feliz com o convite em poder fazer parte do 1º Encontro de Campistas da Diocese de Presidente Prudente. “Poder partilhar o que Deus tem feito na minha vida e Ministério ‘em casa’ é realmente uma experiência extraordinária, uma oportunidade de reencontrar tantas pessoas que conviveram comigo em algum momento da missão, todas reunidas em um só lugar”.

 

O que não vão faltar são pessoas para reencontrar durante toda a caminhada de Ministério. Dauton teve o primeiro contato com a música aos 12 anos, quando começou a tocar na fanfarra da escola “por brincadeira”. O que era simples lazer de criança virou coisa séria e entre apresentações em bandas marciais, bandas sinfônicas, orquestras sinfônicas e diversos outros grupos, ele se formou com habilitação técnica profissional em música, na área de trompete e regência.

A música dividiu uma parte da vida de Dauton com os estudos. Ele se formou em Ciências da Computação e se tornou professor universitário em seis universidades dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul. Casou-se com Lucimara Confortini Zambrini, com quem tem dois filhos, Lucas e Gabriel.

 

Acampamento: a melhor experiência com Deus

 

Dauton Zambrini viveu, assim como grande parte dos jovens, um afastamento natural da Igreja depois que recebeu o Sacramento do Crisma. Ele, que é de família católica, viu esse afastamento crescer aos poucos e não conseguia identificar o motivo do vazio que sentia todos os dias.

 

Após um tempo casado, passou a frequentar a Paróquia Nossa Senhora do Carmo, na Vila Maristela, e passou a servir no Ministério de música, onde ouviu falar pela primeira vez do Acampamento. Em abril de 2005 viveu o “primeiro encontro pessoal com Cristo, no Acampamento Sênior da paróquia”. Essa experiência mudou completamente a vida de Dauton e foi o pontapé inicial para uma mudança radical. “Depois dos melhores cinco dias da minha vida, o Senhor me permitiu canalizar tudo o que eu havia vivido até o momento de me colocar à disposição de servi-lo”, comenta.

 

Ministério e evangelização

 

Após o acampamento, Dauton sentiu muito forte a necessidade de servir a Deus através do seu dom musical e de comunicação, experiência que havia adquirido ao longo da vida como músico e professor universitário.

Foi em 2009 que ele, mesmo já realizando tantos projetos, passou a sentir que Deus queria muito mais e então passou a viver o chamado de evangelizador e missionário. O Ministério que ele fundou tem como objetivo principal anunciar o Reino de Deus, o amor e a salvação por meio de testemunho de vida, utilizando oração, pregação e música como formas de evangelização.

 

Em maio de 2015 ele lançou o seu primeiro CD, intitulado “Tomo Posse”, com metade das composições próprias e o restante de amigos próximos. A experiência missionária e o chamado à evangelização é fruto de ser um campista e ter participado dessa incrível obra chamada Acampamento. “O chamado daqueles dias ecoa em meu coração até os dias de hoje e é este sentimento que quero levar a todos”, comenta Dauton Zambrini.